Aquarela: sua história, surgimento e atualidade

Você investe muito tempo, estudo e dedicação para estudar aquarela e ama entender como a mistura de tinta a água pode resultar em um trabalho incrível. Porém, você sabe qual a história dessa técnica milenar? Seu surgimento e desenvolvimento até a atualidade? Neste texto vamos percorrer por toda a história da aquarela e entender como ela chegou aos dias atuais.


Surgimento


Quem hoje vê as inúmeras misturas de tintas e a praticidade da técnica, não imagina que a aquarela surgiu há muito tempo.


Os primeiros registros que se tem de trabalhos próximos aos realizados com a aquarela datam do Egito antigo, acredita-se que os egípcios utilizavam goma arábica, uma resina natural extraída das acácias, misturada a pigmentos que eram então aplicados em uma superfície. Assim, eles trabalhavam em códices em papiros e repassavam seu conhecimento para outras pequenas civilizações de regiões próximas.

Desenvolvimento ao longo dos séculos


Figura 3- Caderno do artista: Salvador por thomas colman dibdin


Depois do seu surgimento, a aquarela aparece como técnica propriamente dita aproximadamente no século XIII, com o artista TT. É neste momento em que ele publica o Livro da arte, apresentando os processos necessários para se trabalhar com a mistura de tinta a água. Pela primeira vez na história a aquarela é apresentada próximo a técnica que conhecemos hoje.


A aquarela surge novamente no século XVII, na Inglaterra, neste período jovens estudantes homens tinham quase como obrigatoriedade aprender a técnica de pintura, para que pudessem ingressar em carreiras militares ou do estado inglês e, se fosse preciso, registrar a descrição da geografia e da natureza para o seu país. Para jovens estudantes mulheres, a aquarela era ensinada como uma habilidade necessária a uma mulher prendada, assim como o bordado a pintura era um passatempo.


Foi no século XIX que ocorreu o “Boom da aquarela”, a técnica sai dos bastidores e passa a ocupar espaço central no registro da fauna e flora em navegações para colônias pelo mundo. Em cada expedição eram levados viajantes artistas, responsáveis pela tarefa de registrar o que viam em cada viagem. Neste momento, surgiram as primeiras fábricas de tinta aquarela, que passou a ser fabricada em tubinhos para auxiliar na praticidade (um exemplo de marca nascida neste período é a até hoje conhecida Winson and Newton).


É importante lembrar que, no século XIX, não exista a variedade atual de cores e as produções eram usadas como rascunhos de ideias, eram produzidos muitos cadernos do artista com técnicas de sombreamento, registro de volume, etc. O período foi extremamente rico de produções deste tipo.


Foi somente no século XX que a aquarela passou não só a servir a ciência, mas aparecer em expressões artísticas e salões de arte. Desde então, ela é vista em trabalhos de arquitetos, ilustradores e científicos botânicos.


Atualidade


É certo que a aquarela tem uma história milenar muito rica. No Brasil, a mistura de tinta a água foi aprendida por professores brasileiros, porém como o país não realizou muitas expedições não se encontram muitos cadernos do artista nacionais. Vimos ao longo do texto que a aquarela reaparece e some ao longo dos séculos, atualmente isso não é muito diferente nas universidades e na academia brasileira, que tem poucas disciplinas voltadas a aquarela. Porém, essa técnica é reconhecida mundialmente e cada vez mais apreciada por todos.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a história da aquarela? O canal do Youtube do  Ateliê Chiaroscuro está repleto de informações sobre a técnica de pintura. Não deixe de acessar e conhecer o nossos cursos também na modalidade online.



66 visualizações

© 2019 por Chiaroscuro Ateliê de Pintura.

Contato: (21) 99423-6165

 E-mail: contato@ateliechiaroscuro.com

Endereço: Rua das Laranjeiras 21

Loja 16

  • Instagram - White Circle
  • Google Places - o círculo branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco